Mindfulness para a saúde e o bem-estar mental das mulheres

*Val Sátiro Oliveira

Mindfulness para o bem-estar mental em mulheres é uma ferramenta comprovada para fazer uma pausa e refletir em nossa vida diária. Para trazer nossa consciência para nós mesmos e estar mais atentos ao nosso entorno. Pode ser fácil correr pela vida sem parar para notar muita coisa. 

Prestar mais atenção ao momento presente – aos seus próprios pensamentos e sentimentos e ao mundo ao seu redor – pode melhorar o seu bem-estar mental.

Algumas pessoas chamam essa consciência de “atenção plena” e juntos podemos tomar medidas para desenvolvê-la em nossa própria vida.

Mindfulness para o bem-estar mental em mulheres

De tantas ferramentas e exercícios disponíveis ao nosso redor, eu pessoalmente considero a atenção plena como o modo mais conectivo e confortável de mecanismo de enfrentamento. Durante meus momentos difíceis, adquiri o hábito de ver as coisas com atenção. Parei de ser duro comigo mesmo e me pressionei para me encaixar na conta do perfeccionismo, para irradiar aquela imagem perfeita o tempo todo. Isso me ajudou a me sentir mais leve.

Em minha pesquisa relacionada à atenção plena para o bem-estar mental em mulheres, encontrei algumas informações muito válidas, que gostaria de compartilhar com meus leitores aqui. O professor Mark Williams, ex-diretor do Oxford Mindfulness Center, diz que atenção plena significa saber diretamente o que está acontecendo dentro e fora de nós, momento a momento.

“É fácil deixar de notar o mundo ao nosso redor. Também é fácil perder o contato com a forma como nossos corpos estão se sentindo e acabar vivendo ‘em nossas cabeças’ – preso em nossos pensamentos sem parar para perceber como esses pensamentos estão conduzindo nossas emoções e comportamento ”, diz ele.

Uma parte importante da atenção plena é reconectar-se com nossos corpos e as sensações que eles experimentam. Isso significa acordar para as imagens, sons, cheiros e sabores do momento presente. Isso pode ser algo tão simples quanto a sensação de um corrimão enquanto subimos as escadas.

Outra parte importante da atenção plena para o bem-estar mental das mulheres é a consciência de seus pensamentos e sentimentos conforme eles acontecem a cada momento. É sobre nos permitirmos ver o momento presente com clareza. Quando você faz isso, pode mudar positivamente a maneira como você vê a si mesmo e sua vida.

Como a atenção plena ajuda nosso bem-estar mental

Tornar-nos mais atentos ao momento presente pode nos ajudar a aproveitar mais o mundo ao nosso redor e nos entender melhor. Quando nos tornamos mais conscientes do momento presente, começamos a experimentar coisas novas que considerávamos certas.

“A plena atenção também nos permite ficar mais atentos ao fluxo de pensamentos e sentimentos que vivenciamos”, diz o professor Williams, “e ver como podemos ficar emaranhados nesse fluxo de maneiras que não são úteis.

“Isso nos permite afastar nossos pensamentos e começar a ver seus padrões. Gradualmente, podemos nos treinar para perceber quando nossos pensamentos estão assumindo o controle e perceber que os pensamentos são simplesmente ‘eventos mentais’ que não precisam nos controlar.

A maioria de nós tem problemas que acha difícil abandonar e a atenção plena pode nos ajudar a lidar com eles de forma mais produtiva. Questões como lidar com familiares tóxicos, um marido abusivo ou qualquer evento traumático passado na vida. Nessa situação, podemos perguntar: ‘estou tentando resolver isso meditando sobre isso ou estou apenas ficando preso em meus pensamentos?’

“Conscientização desse tipo também nos ajuda a perceber sinais de estresse ou ansiedade mais cedo e nos ajuda a lidar melhor com eles”.

Mindfulness é recomendado pelo Instituto Nacional de Excelência em Saúde e Cuidados (NICE) como uma forma de prevenir a depressão  em pessoas que tiveram 3 ou mais episódios de depressão no passado.

Como ser mais consciente como mulher?

Aqui estão alguns lembretes para adaptar a atenção plena ao bem-estar mental das mulheres. Lembrar-se de tomar conhecimento de seus pensamentos, de trabalhar na construção de resiliência em si mesmo, de seus sentimentos, sensações corporais e do mundo ao seu redor é o primeiro passo para a atenção plena. Aqui está como você pode começar com isso:

# 1 Aviso todos os dias

“Mesmo enquanto vivemos nossas vidas diárias, podemos perceber as sensações das coisas, os alimentos que comemos, o ar passando pelo corpo enquanto caminhamos”, diz o professor Williams. “Tudo isso pode parecer muito pequeno, mas tem um grande poder de interromper o modo de ‘piloto automático’ que costumamos usar no dia a dia e nos dar novas perspectivas de vida.”

# 2 Mantenha-o regular

Pode ser útil escolher um horário regular – a jornada matinal para o trabalho ou uma caminhada na hora do almoço – durante o qual você decide estar ciente das sensações criadas pelo mundo ao seu redor. É muito importante estruturar o seu dia e segui-lo.

# 3 Experimente algo novo

No processo de adaptação da atenção plena para o bem-estar mental das mulheres, me deparei com alguns fatos, um foi muito desanimador, que as mulheres param de seguir sua paixão ou de tentar algo novo depois que se casam. Tentar coisas novas, como pintura, aeróbica, natação, ciclismo, um novo idioma ou ir a algum lugar novo para almoçar, também pode ajudá-lo a perceber o mundo de uma nova maneira.

# 4 Observe seus pensamentos

Algumas pessoas acham muito difícil praticar a atenção plena. Assim que eles param o que estão fazendo, muitos pensamentos e preocupações se aglomeram. NORMAL. I t pode ser útil lembrar que mindfulness não é sobre fazer esses pensamentos vão embora, mas sim sobre a vê-los como eventos mentais.

“Imagine ficar em uma estação de ônibus e ver ‘ônibus do pensamento’ indo e vindo sem ter que entrar neles e ser levado embora. Isso pode ser muito difícil no início, mas com persistência suave é possível.

Algumas mulheres acham mais fácil lidar com uma mente muito ocupada e uma tagarelice incontrolável se estiverem fazendo ioga suave ou caminhando.

# 5 Dê um nome aos seus pensamentos e sentimentos

Perceber e nomear emoções nos dá a chance de dar um passo para trás e fazer escolhas sobre o que fazer com elas. Para desenvolver uma consciência de pensamentos e sentimentos, é útil nomeá-los silenciosamente: “Aqui está o pensamento de que eu posso ser reprovado naquele exame”. Ou “Isso é ansiedade”.

# 6 Liberte-se do passado e do futuro

A melhor parte sobre a atenção plena é que você pode praticá-la em qualquer lugar, mas pode ser especialmente útil adotar uma abordagem consciente se perceber que, por vários minutos, você esteve “preso” na armadilha de reviver problemas do passado ou “pré-viver” preocupações futuras .Além de praticar a atenção plena na vida diária, pode ser útil reservar um tempo para uma prática mais formal da atenção plena. A meditação mindfulness envolve sentar-se silenciosamente e prestar atenção aos pensamentos, sons, às sensações da respiração ou partes do corpo, trazendo sua atenção de volta sempre que a mente começa a divagar. 

Cinco dicas fáceis para o bem-estar mental:

  • Conecte-se – conecte-se com as pessoas ao seu redor: sua família, amigos, colegas e vizinhos. Passe algum tempo desenvolvendo esses relacionamentos.
  • Seja ativo – você não precisa ir à academia. Faça uma caminhada, ande de bicicleta ou jogue uma partida de futebol. Encontre uma atividade de que goste e torne-a parte de sua vida.
  • Continue aprendendo – aprender novas habilidades pode lhe dar uma sensação de realização e uma nova confiança. Então, por que não se inscrever nesse curso de culinária, começar a aprender a tocar um instrumento musical ou descobrir como consertar sua bicicleta?
  • Dê aos outros – até mesmo o menor ato pode contar, seja um sorriso, um agradecimento ou uma palavra gentil. Atos maiores, como o voluntariado em seu centro comunitário local, podem melhorar seu bem-estar mental e ajudá-lo a construir novas redes sociais.
  • Esteja atento – esteja mais atento ao momento presente, incluindo seus pensamentos e sentimentos, seu corpo e o mundo ao seu redor. Algumas pessoas chamam essa consciência de “atenção plena”. Pode mudar positivamente a maneira como você se sente em relação à vida e como aborda os desafios.

Estar presente! Estar ciente! Estar atento!

Muito amor e gratidão

Val Sátiro Oliveira – Fundadora – Interação Saúde Mulher

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *